25.11.08

fome de pensamento

Homo sapiens,
esta é a nomenclatura científica de nossa singular espécie.
homem sapiente, em tradução literal

segundo a edição virtual do dicionário houaiss, sapiência tem sua etimologia no latim sapientìa,ae cujos significados ficam no entorno de: sabor, bom paladar; aptidão, habilidade, capacidade, instrução; razão, bom senso; sabedoria, prudência, siso, tino; moderação, indulgência, benignidade
os sinônimos em português seriam: agnição, ciência, cognição, compreensão, conhecença, conhecimento, consciência, cultivo, cultura, domínio, educação, entendimento, erudição, escola, estudo, experiência, gnose, ilustração, informação, instrução, lume, lustração, luz, noção, notícia, percepção, proficiência, razão, sabedoria, sabença, saber.

todos estes termos sugerem a idéia do pensar.
pensar provavelmente tenha grande valor adaptativo. quem pensa (seja o homem ou qualquer outro animal), consegue enxergar estratégias que podem lhe salvar a vida. mas não precisamos imaginar um caso extremo em que a vida esteja em jogo para perceber as grandes vantagens de se pensar.

restringindo esta idéia ao ser humano - pois é apenas esta perspectiva que tenho - poderíamos dizer que boa parte do nosso comportamento está atrelada ao pensamento, mesmo fazendo muitas outras coisas intuitivamente.

evoluímos de forma a priorizar o intelecto.
ao analisarmos nossa história evolutiva, a partir do momento em que deixamos de ser nômades, pudemos investir na imobilidade. domesticamos espécies de plantas e animais para obtermos isto.
na imobilidade há uma implicação interessantíssima: tornamos o ambiente ao nosso redor mais previsível, nos aproveitando dos ciclos naturais de produtividade de animais e plantas.

milênios mais tarde somos capazes de nos concentrar em atividades puramente intelectuais.
no ocidente temos pelo menos dois pontos altos da intelectualidade, na antiguidade e no iluminismo.
e o mais interessante disto, biologicamente, é que há um grande custo energético em se pensar, e isto é muito fácil de constatar, basta v. estudar um pouco, tentar resolver problemas durante uma manhã inteira e perceberá como isso dá uma fome grandiosa.

evoluímos de forma a pensar, por isso, usar a cabeça as vezes é bom.

Nenhum comentário: