12.10.09

transporte eletrizante

são paulo é uma cidade que valoriza o transporte individual.
toda administração urbana é voltada para isso: carros cada vez mais baratos, transporte público cada vez mais caro e precário ou insuficiente para as necessidades coletivas. junto a isso podemos ver investimentos monstruosos para expansão de vias rápidas de trânsito e uma marginalização eterna de alternativas como as bicicletas.
ainda bem que ainda existe alguma diversidade no mundo, e há pessoas desenvolvendo [com diversas motivações] tecnologias interessantíssimas mundo afora.

p.u.m.a.
uma das soluções interessantes que estão em fase de protótipo é o p.u.m.a. project (projeto de mobilidade urbana pessoal e acessibilidade, em inglês). redesenhada por michael ditullo e desenvolvido pela segway e pela gm, com direito a apresentação na feira de auto de new york. o veículo atinge 35 mph, o que equivale a pouco mais de 55 km/h, o que está de grande tamanho para se locomover na cidade, que geralmente tem limites de velocidade de 60 km/h.

puma, veículo elétrico para dois.

o veículo é elétrico e consegue andar 35 milhas (~56 km) por carga.
ainda sem preço, mas com estimativas de 1/4 do preço de um automóvel normal, podendo levar, além do motorista, um passageiro. perfeito para se locomover dentro de uma cidade.

zero emission
a nissan por outro lado lança a zero emission na feira de automóveis de tokyo. também é elétrica e apresenta um conceito bem diferente no design, com inspiração nas motos de alta performance (não que sejam tão velozes, afinal são elétricas)



entendo que o grande problema dos veículos elétricos são a infraestrutura para recarga, já que seria necessário instalar postos para recarga por todos os lugares em que este tipo de veículo seja utilizado. num país como o brasil, este prospecto nem é sonhado.
acho que um dos poucos lugares do mundo em que este tipo de preocupação seja real é no japão.
o japão, além de ser a segunda economia do mundo (graças a industria automobilística), é um país geograficamente pequeno e supertecnológico, oferecendo um ambiente ideal para que este tipo de tecnologia se desenvolva e se torne acessível.
enquanto isso não acontece, eu fico só babando nas idéias que essas pessoas estão desenvolvendo.

via design boom!
leia mais sobre o p.u.m.a. aqui e aqui
e sobre o zero emission aqui e aqui
ps: pra variar, meus posts com tags de greentech são via blógues de design.

Nenhum comentário: